Dicas de viagem rápida no Vale do Itajaí

0 217

Conhecer a cultura europeia sem nem mesmo sair do Brasil. Será que isso é possível? Se esta é a sua intenção, o Vale do Itajaí, uma região entre serras e montanhas e praias, em Santa Catarina, é o seu lugar. Popularmente chamado de Vale Europeu, integram a região 49 municípios catarinenses. Com paisagens naturais que mais parecem pintadas à mão por algum mestre da pintura, as cidades do Vale Europeu são repletas de flores adornando casas de arquitetura do século passado, com tijolos à mostra, decoradas por peças e mobiliários conhecidos da cultura europeia.

Entre montanhas e serras, estão as antigas fazendas coloniais, muitas hoje transformadas em pousadas com chalés aconchegantes, mas que preservam ainda toda a aura de uma cultura que parece ter literalmente parado no tempo. Há cidades em que as marcas históricas estão presentes em praticamente tudo, no turismo rural, com suas hospedagens tipicamente rurais e com ares de fazenda, no calçamento das ruas e ruelas em paralelepípedos, nas belíssimas hortênsias e orquídeas que adornam canteiros e jardins.

Tanta contemplação porém não deve em nada quando o quesito é informação e cultura e esportes radicais. Como é o caso de Rio dos Cedros, entrecortadas por rios de difíceis acessos, Rio dos Cedros, município do Vale do Itajaí, possui um dos melhores rios para a prática de canoagem em todo o país. Emoção é o que não falta, e haja fôlego.

 

49 municípios para apreciar a cultura europeia

 

Colonizadas principalmente por alemães e italianos, os 49 municípios costumam reunir o que há de melhor na culinária destas duas culturas. Mas, como são cidades de cultura europeia, com vasta tradição de receber pessoas, nos municípios do Vale é possível encontrar de tudo um pouco. Como é a movimentadíssima Itajaí, cidade que dá nome ao Vale e fica entre o mar e o rio, entre Santa Catarina e já quase perto de Rio Grande do Sul. Se você pretende conhecer o Vale, não pode deixar de conhecer Itajaí.

Com um dos maiores portos do país, e uma economia fortemente voltada ao pescado, Itajaí reúne ainda tradições da cultura portuguesa e homenagens e resquícios da cultura japonesa. Em outubro, por exemplo, acontece a Marejada; a maior festa da cultura portuguesa existente no Brasil. Com mais de 600 atrações, a Marejada é regada a fado português e muita comida portuguesa. Tanta novidade para conferir porém pode deixar você meio perdido. Relaxe e vem com a gente ver estas dicas de viagens rápidas no Vale do Itajaí.

 

 

Blumenau – a terra da Oktoberfest, a maior festa alemã no Brasil

 

Blumenau é uma das cidades do Vale que precisa ser visitada. De origem de colonização alemã, é lá onde ocorre a famosa festa Oktoberfest, em outubro, que reúne foliões, turistas e visitantes das mais variadas regiões do Brasil e do exterior. Na ocasião, a cidade mais parece uma típica vila alemã, servindo o melhor chop do mundo, com comidas e decoração toda que relembram a cultura alemã. E como a Alemanha é a terra da cerveja, em Blumenau existe o Museu da Cerveja, que conta a história das antigas fabricações de cerveja, os processos artesanais. Infelizmente, não há possibilidades de se provar chops e bebidas no Museu da Cerveja. Mas você pode apreciá-los em quaisquer outros restaurantes e bares de Blumenau, na Vila Germânica, por exemplo, é possível se deliciar com muito chop e cerveja boa.

 

viagem rápida no Vale do Itajaí

 

Assim como Blumenau, outra cidade de colonos alemães é Pomerode. Conhecida por ser a cidade brasileira que mais reúne a cultura da Alemanha (a cidade mais alemã do Vale Europeu), Pomerode é pequeninha, quase todos os moradores se conhecem pelos nomes. Com cerca de 28 mil habitantes, Pomerode tem clubes de caça, de tiro, grupos folclóricos, bailes com bandas tradicionais, deliciosos restaurantes com comidas típicas da cultura alemã (cervejas artesanais e chops, claro). E este –  a gastronomia – é, sem dúvida, um dos pontos altos da cidade. Além dos vários restaurantes com comidas típicas, há ainda padarias com bolos e pães e tortas e doces maravilhosos.

 

Leia também: Os 10 melhores pontos turísticos no Vale do Itajaí

 

 

Turismo ecológico em Benedito Novo

 

Benedito Novo é outra das cidades do Vale que merece a visitação. Muito tranquila, com aproximadamente 10 mil habitantes, a pequena Benedito Novo atrai turistas de todos os lugares interessados principalmente em turismo ecológico. E o ponto alto da cidade são as cachoeiras. Há algumas com mais de 70 metros de altura. Além das cachoeiras, existem grutas e cavernas e trilhas ecológicas perfeitas para as práticas de rapel ou canoagem. O recanto das águas, a Casa do Pescador, as famosas quedas d’água são pontos turísticos da cidade.

 

viagem rápida Vale do Itajaí

 

E se você vai passar alguns poucos dias no Vale do Itajaí e precisar de um roteiro rápido, concentre-se ao menos em conhecer trilhas ecológicas, fazendas antigas e culinária alemã e italiana. Quem gosto de passeios ao ar livre de bicicleta não pode perder os circuitos de ciclismos presentes na região e que integram 9 cidades do Vale Europeu. Quem opta por turismo religioso também não pode deixar de conhecer Nova Trento, com mais de 30 atrações religiosas e liderando o ranking dos percursos e eventos religiosos do país, perdendo apenas para Aparecida do Norte, em São Paulo.

Vida do interior e mistura entre culturas para uma viagem rápida no Vale do Itajaí

 

Em Rio do Sul, as culturas alemã e italiana mais se misturam. Nesta pequena cidadezinha, os visitantes podem conhecer as duas culturas e ainda comprar peças em jeans por ótimos preços. Rio do Sul é uma cidade entre o mar e a serra, cercada por cachoeiras e árvores e passeios a pé, perfeita para ser curtida com calma, com tranquilidade. E se sua intenção for mesmo curtir cidades interioranas, você não pode deixar de conhecer Indaial, uma das maiores cidades do Vale Europeu; mas que preserva um ar interiorano.

Com floridos e bem-cuidados jardins por entre as ruas, pontes de madeira, árvores belíssimas, caminhos propícios aos passeios ao ar livre, Indaial mais parece ter saído de um conto de fadas. Portanto, vale a visitação. Afinal, em épocas de férias ou em dias de descanso, quem é que não quer aproveitar a tranquilidade de uma pacata cidadezinha do interior? Todos né, e se isto ainda vier com um toque sofisticado da cultura europeia, o passeio fica muito melhor.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.